Lourenço Marques 1970

Lourenço Marques em 1970.

Cada vez que visito Maputo consigo perceber melhor o que teria sido a cidade de Lourenço Marques. Imponente sobre o Índico, confluência de vários povos. Lourenço Marques, a cidade das acácias, fica para sempre marcada na memória de quem a visita.

Anúncios

12 Responses to “Lourenço Marques 1970”


  1. 1 Antonio Oliveira 16 de Novembro de 2009 às 22:05

    Na verdade, um gajo até chora mesmo não tendo vivido aí nesse tempo.

    Tristeza.

  2. 3 João Gil 16 de Novembro de 2009 às 22:31

    Um vídeo bem elucidativo do que foi essa cidade. Aqui na metrópole só costumamos ouvir relatos, mas assim quase que dá para “sentir” a cidade!

    E de resto tá tudo bem caro Al?
    Abraço

    • 4 albertocchaves 16 de Novembro de 2009 às 22:49

      Bons “olhos te vejam” Gil!
      Td bem? Por aqui tudo a correr bem!
      Como vão as coisas pela Europa Fria?

      Ora bem, voltando ao video de LM, a cidade devia ser um sonho! Se agr já fascina, imagina o que teria sido nos anos 70, no seu auge. FANTÁSTICA! É o que eu tenho a dizer! Não devem existir muitas cidades em África como esta!

      Um grande abraço,
      alberto

  3. 5 João Gil 16 de Novembro de 2009 às 22:32

    Eh pá…”aqui” na metrópole como quem diz… “Lá” na metrópole!!;)

  4. 9 Ana Fraga 17 de Novembro de 2009 às 14:19

    Esta sim… É a CIDADE!!! (“,)

    Actualmente o que existe é uma ESPÉCIE DE CIDADE com tendência a piorar!!!

  5. 11 rita 29 de Janeiro de 2012 às 22:19

    eu vivi naquela linda cidade,de feitiço, e magia, neste momento nao consigo conter a emoção as lágrimas correm no meu rosto ao rever acidade onde nasceu o meu filho mais velho na clinica santa isabel no alto mae,vivi momentos enesqueciveis nessa cidade que faz ainda acelarar o meu coração.obrigado por me propocionar estes momentos de recordação e saudade

    • 12 João Américo Santos 30 de Janeiro de 2013 às 23:50

      Tal com tu, (deixa-me tratar-te assim), vivi, casei e tive dois filhos nascidos na cidade das acácias, na pérola do Índico, naquela terra repleta de vida e feitiço! Tal como tu o meu primeiro filho nasceu na Clínica de Santa Isabel, que ficava entre a Malhangalene (onde nós vivíamos) e o Alto-Maé. Nasceu lá no dia 16 de Abril de 1971. Foi baptizado na igreja de N.S.das Vitórias (cruzamento das avenidas na época chamadas de Massano de Amorim e Augusto Castilho.Ficou a chamar-se Humberto João, que era o nome do avô materno e João do meu primeiro nome.
      Hoje vivo na Covilhã repleto de saudades de LM. Recebe um abraço.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s




Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 44 outros seguidores

Anúncios

%d bloggers like this: