No dia de Camões…

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas… não é feriado em Moçambique, mas hoje na cidade de Chókwè foi como se tivesse sido feriado! Razão?! O Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, veio visitar a cidade.

E que festa foi para aqui… Nas últimas semanas tenho notado mais trabalhadores a arranjarem os jardins, os buracos na estrada e a limparem a cidade. Ontem, quando cheguei do trabalho, reparei que a cidade estava enfeitada com muitas bandeiras, cada uma com uma cor da bandeira de Moçambique.

Hoje de manhã estava tudo em festa! Não houve aulas e todos os serviços e lojas estiveram fechados. Não havia bancos, padaria ou supermercados a funcionar… até as bancas do mercado estavam fechadas! Tudo porque Sua Exa, o Presidente, iria visitar a cidade.

COM GUEBUZA VENCEREMOS A POBREZA!

Com Guebuza venceremos a pobrezaAproveitei a boleia dos locais e fui com eles até ao palanque onde iria discursar o Presidente. Cedo me apercebi que esta festa ia tomar muito tempo… a chegada do presidente foi alterada e todo o povo rumou para junto do Estádio Municipal. Pelo caminho, os únicos brancos no meio da multidão eram eu e a Rita!

Já no Estádio a confusão foi total. Em primeiro porque manter milhares de crianças quietas e “sugadas” num só sítio é uma tarefa impossível e, em segundo, porque o atraso do Presidente foi de tal ordem grande que a paciência das pessoas começava a esgotar-se!

Duas horas e meia depois do inicialmente previsto lá chegou o Presidente. E foi quando ele chegou que a bancada vibrou! E foi, também, com a chegada do Presidente que eu apanhei uma grande desilusão… Não foi um, nem dois, nem três… 7 helicópteros para transportar o Presidente. Até agora ainda não percebi a razão de tanto aparato. Um país tão pobre, com tantas dificuldades, e o presidente vai logo usar 7 helicópteros. É que para piorar as coisas, estes 7 helicópteros foram todos alugados à África do Sul e os pilotos, como é lógico, eram sul-africanos. Não havia outra forma de gastar este dinheiro?! Se andaram com tanta pressa a remendar a estrada, porque veio o senhor Presidente de helicóptero? É certo que a sua visita não se resumiu ao Distrito de Chókwè, mas todos os lugares visitados eram perfeitamente acessíveis de jipe! A isto é que eu chamo esbanjar o erário público! Mas, infelizmente, os Moçambicanos gostam desta festa fachada. Rejubilam com o ter a possibilidade de faltar ao trabalho, com os “presentinhos” que a FRELIMO oferece… enfim, já diziam os Romanos “pão e circo para animar o povo…”

Conhecem a marca de escovas de dentes Corona?!Depois da chegada do Presidente recusei-me a ouvir o discurso e fui trabalhar! Mas a festa continuou no Orfanato, isto porque todos os alunos do Distrito foram dispensados às aulas. Além disso, tinham sobrado umas bebidas da festa do Dia da Criança na Praia do Bilene e era “necessário” acabar com elas. Às bebidas juntamos uns chocolates e, para terminar em beleza, uma escova de dentes! A-L-E-G-R-I-A total! Ahh, e muita música e dança à mistura!

Tenho que confessar que não resisti em deixar passar o dia 10 sem ouvir A Portuguesa. Nem sabem a sensação que é ouvir o hino português quando estamos no estrangeiro…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s




Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 44 outros seguidores

Anúncios

%d bloggers like this: